«

»

Ritual da Lua Cheia em Juquitiba

01 – Rosa Telúrica
02 – Lilian Jane
03 – Henrique de Paiva

 


Obrigada Quero agradecer do fundo do meu coração ao Céu Azul!
Nunca tinha encontrado tanto amor, nem no seio de minha familia de sangue, esse amor está ajudando a me reconstruir, e a reconstruir minha familia. A compreensão desse casal de luz não tem limites. Ao chegar aqui eu estava com o coração trancado, mas foi tanto amor que eu recebi, que aos poucos estou sentindo a luz chegar e invadir o meu ser e os seres que estão a minha volta! Gratidão, eternamente gratidão!!

Rosa Telúrica 29-04-2013

 


A gratidão é imensa… pelo amor recebido pela oportunidade de elevação nessa grande batalha que é viver…as palavras do padrinho ecoam fortemente em meu coração. O compromisso assumido para com essa grande familia, unida simplesmente pelo amor, e a honra de fazer parte de tudo isso. Obrigada Padrinho e Madrinha.

Lilian Jane – 29-04-13

 


Boa tarde Renato e Cris! Quero agradecê-los pela oportunidade que através de vocês dois o Céu Azul me proporcionou em Juquitiba! O espirito de união de família e amor que senti nos dois dias foi fantástico, e com certeza levarei para a vida toda, o Céu Azul me lembra a casa de meus avós com toda aquele gente maravilhosa, a equipe toda é especial com a confiança e carinho que nos passa! Só tenho a agradecê-los!!! O resultado desse fim de semana se resume em um coração absurdamente confortável, e é exatamente isso que estou passando para aqueles que vivem comigo! A tenda do suor realmente nos leva de volta ao útero materno, só que dessa vez ao útero da Pachamama… Gosto de escrever poesias e algum tempo atrás escrevi uma em relação as minhas vivencias no Céu Azul, e cada vez mais essa poesia vem amadurecendo em minha essência!!! Não me recordo se já enviei a vocês, caso não ai vai a minha metamorfose de corpo e alma:

Da natureza Amazônica
Sou da Ayahuasca do povoado dos Andes
O sopro da flauta o soa do tambor
O voo da águia o uivo do lobo
O sol e a lua o cipó e a folha

Na montanha do silencio
Tempo que se faz em remédio
Aceitação tem que vir do coração
Aprendendo uma verdadeira relação

Transcende como ascende
Filosofia viva traduzida em arte
Revelada em ensinamentos de amor
Elementos vibrantes que vicejam calor

A cada ritual uma evolução
Provindo intimidade com o aliado
Todos os sentidos perenes aguçados
Entre agua e fogo a cura e a sabedoria

Como pedra bruta a se lapidar
Na ideia passa a se acreditar
Os caminhos se apresentam
Princípios se despertam

Da planta de beber
Entrar em conexão e crer
Todo caminho há de se vencer
Amadurecer, enriquecer ate poder

Alquimia em ebulição
Vegetal em transformação
Limpeza retratada em comunhão
Firmeza concretizada em intuição

O Céu é Azul é ilimitado
Jun./2012

Bom feriado para vocês e meu muito obrigado!!!

Henrique de Paiva – 30-04-13